07/05/18

A importância da prática no curso estético

Como em várias profissões, na área estética também é imprescindível que prática e teoria caminhem juntas. O aluno precisa de uma bagagem teórica considerável, mas é necessário que saiba aplicá-los bem em casos reais.

Na parte prática dos nossos cursos de estética, o aluno tem a oportunidade de aprender a realizar procedimentos, lidar com protocolos e até manusear com mais destreza os aparelhos e tecnologias aplicadas nos tratamentos. Essa vivência ajuda-os a desenvolver suas habilidades com mais segurança e qualidade de execução das atividades.   

Antes de partir para a prática, o aluno precisa estar inteirado sobre o que e como avaliar a situação do paciente, o por que de indicar cada procedimento, quais procedimentos são complementares e como podem ser mesclados, quais são as contraindicações, do que os produtos são compostos e como as substâncias agem no organismo, por exemplo. Conhecimento sobre possíveis intercorrências e como solucioná-las. A análise de casos clínicos tem grande importância para que os alunos adquiram esse tipo de conhecimento.   

Após o aprofundamento na parte teórica, chega a hora de praticar. No geral, os alunos realizam primeiro os procedimentos em peles artificiais, para ganhar destreza com o manuseio das ferramentas de trabalho e dos aparelhos. Em seguida, nos cursos hand on, vem o momento mais esperado: o atendimento aos pacientes reais. Nesses casos, que são a forma mais proveitosa de aprendizado em um curso, os profissionais têm uma vivência clínica, que faz grande diferença na prática nos consultórios.

Portanto, ao escolher um curso de estética, esteja atento à presença dessa abordagem integral, que conjuga teoria e prática. Vale ressaltar que o ambiente em que o curso acontece também faz grande diferença no aproveitamento do alunos. Informe-se se o espaço é organizado, higienizado e equipado com aparelhos de qualidade, que atendam às suas expectativas.