01/04/20

Melasma: confira os principais cuidados que você deve ter com sua pele

O melasma atinge boa parte das mulheres, caracterizando-se por manchas amarronzadas no rosto, que costumam se agravar durante a gestação. A reclamação de quem sofre com ele geralmente se volta à falta de uniformidade no tom da pele e à necessidade de maquiagem constante para corrigir visualmente esse desequilíbrio.

O distúrbio atinge mais as bochechas, testa e buço, mas também pode aparecer no colo e nos braços. Sabe-se que alguns fatores podem provocar o melasma, como exposição ao sol e ao calor sem proteção, alterações hormonais causadas pela gravidez, uso de pílulas anticoncepcionais, entre outros.

Há três tipos de melasma: epidérmico (depósito maior de pigmento na epiderme), dérmico (depósito de melanina ao redor dos vasos superficiais e profundos) e mistos (excesso de pigmentação na epiderme, na derme e em outras regiões).

Mas como tratar?

Não há garantia de que o melasma suma por completo, nem mesmo com tratamento. Mas é possível amenizar bastante o problema, clareando a pele e aumentando a uniformidade do tom da face. Confira as dicas de cuidados que podem ser feitos em clínicas especializadas e na sua própria casa. Mas lembre-se que disciplina é essencial para a obtenção da melhora.

– Peelings clareadores e lasers – auxiliam no tratamento das manchas. Devem ser feitos pelo dermatologista.

– Produtos clareadores – podem ser usados na sua rotina diária, mas sempre com indicação do dermatologista.

– Filtro solar com fator alto – deve ser utilizado diariamente, com reposição, paralelamente a qualquer tratamento.

– Dermocosméticos como ácido retinoico, glicólico, kójico, ferúlico – ajudam a clarear as manchas, assim como artbutin e resveratol. Use com orientação do dermatologista.

– Vitaminas C e E tópicas – são poderosos antioxidantes, potencializam o efeito do protetor solar e previnem o surgimento de novas manchas. Podem ser aplicados diariamente, mas é bom que essa aplicação seja orientada pelo dermatologista.

Quer saber mais sobre melasma ou verificar qual tipo é o seu?

Entre em contato com a gente!