Estrias

Estrias

A estria, pode ser tratada de diversas maneiras. A que com maior resultado é uma combinação de procedimentos.

As estrias são cicatrizes atróficas que se formam quando há destruição de fibras elásticas e colágenas na pele. Formam-se, normalmente, quando há aumento do volume corpóreo por causa de gravidez, aumento de peso, colocação de prótese mamária, uso de anabolizantes; ou por fatores hormonais como o uso de estrógeno e hormônios adrenocorticais.

O uso prolongado de tratamentos com corticoides também podem desencadear estrias. Fatores genéticos também podem estar envolvidos.

A eficácia do tratamento irá depender da fase da estria, o local em que ela se encontra e sua espessura. É importante lembrar que não há cura total, mas há significativa melhora em sua aparência. A genética do paciente, etnia, idade e a produção de colágeno individual são fatores que também influenciam no sucesso do tratamento. Além disso, quanto mais cedo iniciar-se o tratamento, maiores as chances de que os resultados sejam positivos.

Há vários tipos de tratamento como aplicação de peelings, microagulhamentos e fraxx.

Além disso, utiliza-se uma infusão de substâncias para que alimente a pele e dê condições para que as células reagem e intensifique a produção de colágeno.

São necessárias em torno de 3 a 6 sessões, com intervalo de 30 dias, em média. O procedimento é feito com anestesia tópica e injetável e dura aproximadamente uma hora.

O resultado é perceptível a partir de 30 dias.